segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Hinos e hossanas

Neste blog, continuará a conversar-se sobre o sopro de um beijo, sobre a música, sobre os golos e os milagres e as damas de allure et charme. Sobre os sonhos fabulosos e o gosto de os viver, a fantasia e o labor, a poesia e o improviso, a caricatura e a evidência, a boa disposição e os ovos escalfados em molho de tomate, cardápios de sedução para paradigmas possíveis. Sobre a mulher, a vida, as chuvas, os anos. Sobre os desejos inconfessados, as fragilidades da vida, as paisagens da existência. E sobre a criação de frísios, os heróis e seus galopes, o correr da pluma, a sucessão das datas, as diferenças, as desistências. Sobre os valores que perduram. Sobre a inalienável dignidade. Sobre a ironia, a ternura e a incessante busca de azimutes. Sobre os cometimentos e os merecimentos e o humanismo e a comunhão no urbanismo. Sobre o tinto velho com bom queijo. Sobre o apego bacoco a números de telemóvel que não atendem mais...

17 comentários:

  1. Querido Outro Ente, soa tudo muito auspicioso.
    É bom tê-lo de volta!

    Um beijinho :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida Miss Smile,
      muito simples e prosaicamente, conversemos de nós.
      Um beijo,
      Outro Ente.

      Eliminar
  2. E, conto eu, sobre a arbitrariedade que é pedra basilar de tudo o resto.

    Folgo em sabe-lo de volta.
    Um abraço, meu caro Outro Ente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu caro,
      Pelo livre arbítrio, sempre!
      (Reconheço que não tenho grande simpatia pela arbitrariedade. Sem misoginia, entenda-se.)
      Um abraço,
      Outro Ente.

      Eliminar
  3. E o que eu gosto de uns ovos escalfados em molho de tomate... :))
    Que bom vê-lo de volta, Outro Ente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida Luisa,
      A minha tia Linda mima-me com tal petisco sempre que a visito.
      Um beijo,
      Outro Ente.

      Eliminar
  4. Meu caro, é um raro prazer voltar a ler as suas crónicas.

    Excelente, excelente...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu caro,
      A sua propriedade na adjetivação é inefável.
      Um abraço,
      Outro Ente.

      Eliminar
  5. Respostas
    1. Ora viva quem é uma flor.
      Bom dia minha querida.
      Um beijo,
      Outro Ente.

      Eliminar
  6. Meu caro,

    Continua a escrever duma forma sublime, com cores cheiros formas e sons

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É a sua amabilidade que perdura.
      Bom dia meu caro.

      Eliminar
  7. Feliz ano velho Outro Ente!
    (também gosto de tintos velhos e teimo em manter números inexistentes... coisas, como diria mini Picante)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida Mais Picante,
      Les grands esprits se rencontrent, como diria Voltaire.
      Dias felizes!

      Eliminar
  8. Belo regresso, hein?
    :)
    (não me conhece de lado nenhum, eu sei, mas eu conheço-o daqui de há uns tempos...)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O ponto de interrogação é uma provocação?
      (Nesse caso, tenho muito gosto em conhecê-la Olvido.)

      Eliminar
    2. Belo ponto de vista... fez-me pensar se um ponto de interrogação não será sempre, de certo modo uma provocação?... nunca me tinha ocorrido...
      Boa tarde, Outro Ente

      Eliminar