quarta-feira, 11 de maio de 2016

Post em tempo de seca

Aborrecem-me os que se julgam autossuficientes. Aborrecem-me os monológicos. Aborrecem-me os que prometem fúrias e desatinos e não sabem ser homéricos.

13 comentários:

  1. Já a mim aborrecem-me os teóricos, falam, falam, mas a gente não os vê fazer nada,

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A falar é que a gente se entende...

      Eliminar
    2. Exceto quando o tempo é o de agir e não o de teorizar.
      Prontificou-se a ajudar-me aquando do sequestro de pequena Cutxi pela Purata Cuca, porém, uma vez a bordo depressa abandonou o propósito que ali o levará, seduzido pela promessa do vislumbre de uma tripulação em bikini e acabei por libertar a pobre cadelinha sozinha.
      Ontem mesmo me garantiu que me ajudaria na captura do animal selvagem que atacava o Senhor Ministro, mas mais não fez do que discorrer sobre a pelugem do animal e as diferenças entre frísios e árabes. Era um puro sangue lusitano, por Deus, como não percebeu? Mais uma vez ficou-se pelas palavras e tive de ser eu a domar o cavalo bravo.

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Querida Impropriaparaconsumo,
      Teria preferido passear à chuva. Tenho cada vez menos paciência para gente chata.
      Boa tarde,
      Outro Ente.

      Eliminar
  3. Tanto aborrecimento, Doce Outro Ente!!!! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem queira saber Florzinha. O indivíduo monocórdico e bacoco chegou mesmo a espraiar-se para lá do tempo de descontos que lhe permiti.
      Um beijo,
      Outro Ente.

      Eliminar
  4. Respostas
    1. Querida Mia,
      Nem sempre é possível. Abençoadas asas do pensamento.
      Bom dia,
      Outro Ente.

      Eliminar
  5. É ter paciência e seguir em frente, ou às vezes ter que aturá-los dependendo das situações.
    Abraço
    Misha

    ResponderEliminar