sexta-feira, 20 de maio de 2016

Dedicatória

A todos os que, em reuniões de trabalho, fazem perder tempo com asneiras e, apercebendo-se do faux pas, oferecem um "pardon my french" servido em cara de parvo: "parle à mon cul, ma tête est malade!".

29 comentários:

  1. Ou la la monsieur, vous parlez la langue de l'amour.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida Maria Alice,
      Sou igualmente bem versado nos dialectos de ternura.
      Um beijo,
      Outro Ente.

      Eliminar
    2. Mirone, em brasileiro só sei dizer "tchau querida".

      Eliminar
    3. Como já extrapolei o plafond de comentários deletérios que me fora adiantado para os próximos 40 anos, limito-me à pergunta: o Carlão não é português? ...

      Eliminar
    4. Ui, arranjou-a bonita! Daqui a nada tem as feminazi todas enraivecidas. Depois escusa de lhes vir com dialectos de ternura, será tarde demais.

      Eliminar
    5. Sim Kina, é o vocalista dos da weasel, que já foi pacman, e que agora também canta a solo.

      Eliminar
    6. ahaha
      Bem português!
      Mas não deve ser a onda do Outro Ente, talvez os petizes conheçam.
      https://www.youtube.com/watch?v=B12mS4ufFb0
      Bisou

      Eliminar
    7. Assente que as meninas aceitam a existência da língua "brasileiro", aguardo a conclusão quanto à nacionalidade de "Carlão".

      Eliminar
    8. Sabe que o (des)Acordo Prtografico ainda mexe muito comigo :))))

      Eliminar
    9. Ortográfico*
      (É para que veja o quanto me bule com os nervos).

      Eliminar
    10. Maria Alice, hoje não se trabalha?! Já para o nosso blog! Vá, a correr à minha frente!

      Eliminar
    11. A sério Senhor Ministro? Corro à sua frente? E o Senhor Ministro promete que corre atrás de mim e que depois me apanha e caímos afogados em risadas, e rebolamos, e o Senhor Ministro prende-me com o seu peso, e eu finjo que me tento libertar, e rimos mais um pouco, e quando damos por nós, de respiração ofegante, percebemos que temos os lábios perigosamente próximos e entregarmo-nos à paixao? Promete, Senhor Ministro, promete?
      Deixe-me só subir um pouco a saia travada que me prende o passo que começo já a correr!

      Eliminar
    12. Meu caro,
      Eu a anuir ao seu pedido... Mau!, decida-se homem. Se a quer, assuma-o!

      Eliminar
    13. Assente que aceito o brasileiro não como língua mas como uma variante da língua portuguesa digo-lhe que Carlão é um Carlos grande em Portugal e no Brasil.

      Eliminar
    14. Querida Be,
      Como disse Saramago: "a Língua é minha, o sotaque é seu".
      Beijos,
      Outro Ente.

      Eliminar
    15. Ora Outr'ente, eu quero-as a todas! Em breve serão todas minhas! Todas! É para isso que aqui ando!

      E agora tenho de ir andando que a Maria Alice já ali vai numa correria...

      Eliminar
    16. Descanse. Não quero nenhuma das suas.

      Eliminar
  2. A razão pela qual não gosto de reuniões de trabalho é que há sempre demasiada gente dessa e poucos a querer discutir as questões pelas quais as reuniões são convocadas...

    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro C. N. Gil,
      As reuniões são inevitáveis. Já a estupidez...
      Um abraço,
      Outro Ente.

      Eliminar
  3. Respostas
    1. Olarilolé. Deixe-me só festejar um bocadinho que já lá vou.

      Eliminar
  4. Era "olá" mas "olé" também ficou giríssimo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ficou. E isto não é o sapo. Não se ganha pela quantidade de comentários.
      A Filipa é gira. E magra.

      Eliminar
  5. Respostas
    1. Aliás, sempre a deixar a pulga atrás da orelha.

      Eliminar