sexta-feira, 18 de março de 2016

Mais logo

Mais logo, não chegarei atrasado, não tentarei adivinhar o tinto que respira no decantador nem o verde que trarás em garrafa de cristal, não perguntarei se foi cozinhado por ti. Mais logo, levar-te-ei lavanda e jacintos em tons violeta, apreciarei o vinho e provarei os crepes que ataste com alho francês. Mais logo, perguntarás se já li livros novos de que nem ouvi falar, dar-me-ás apontamentos do quadrilátero d'Oro sem precisares de fotografias, tentarás convencer-me das qualidades da quantidade, ouvir-me-ás contrapor que prefiro a centena de Beethovem às sete vezes mais de Schubert e finalizarás sem conceder que nem tudo se mede aos palmos. Mais logo, sorrirás de razões indizíveis em palavras, da cupidez que não amansa, da certeza de existires e dares por isso. Mais logo, conhecerás memórias de amanhãs, aprenderás a inventar o mar, criarás o teu lugar e saberás que é hora de mergulhar.

42 comentários:

  1. Eu encosto a minha à parede e pronto. Com a minha vida de Ministro não tenho tempo para mais.

    ResponderEliminar
  2. Caro Senhor Ministro,
    Por quem é, não precisa desculpar-se com a vulgar falta de tempo. Constou-me que existe tratamento para essa sua pressa, em que antes de ser já era.
    Folgo em reencontrá-lo.
    Respeitosos cumprimentos,
    Outro Ente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ahahahahahahahahahahah


      "tratamento para essa sua pressa"

      (desculpem-me ambos a intromissão a atirar para o alarve)

      "antes de ser já era"

      ahahahahahahahah

      Eliminar
    2. E com isto já me esquecia do principal:
      desejar-lhe um bom fim-de-semana, sem pressas, em saudável e prazerosa continuação do que "mais logo" preludia.

      Eliminar
    3. É só para dizer que acabei de apanhar o queixo, que estava caído até aos joelhos.

      Mentira, estou farta de rir.

      Eliminar
    4. Outro Ente, não sei se sabe mas caluniar um Ministro da República é crime.

      (esse à vontade todo nas respostas deriva certamente do facto de há bocado me ter enganado e ter trazido o cabrão do chapéu velho)

      Eliminar
    5. Ah, então além de ser antes de o ser, é também já depois de o ser.
      Fui ali deixar-lhe a pergunta num outro blog, mas já estou esclarecida.

      Considerações (várias e variadas, também - sobretudo - no que diz respeito ao chapéu)

      Eliminar
    6. Minha cara Mirone, eu já lhe fui lá responder. Acontece que a cidadã Picante é muito pouco produtiva. Como todos aqui nos blogs. Falam, falam, falam mas não os vejo fazer nada.

      Eliminar
    7. Senhor Ministro, excelência, vejo que faz parte do executivo em exercício.

      Considerações (de todo o género)

      Eliminar
    8. Cidadã Mirone, eu sou um Ministro vitalício, nasci para isto.

      Eliminar
    9. Para abandalhar posts bonitos?!

      Considerações (ainda)

      Eliminar
    10. O problema dos ministros é não saberem que todos são iguais perante a lei e que esta é igual para todos.
      (Chapéus há muitos...)

      Eliminar
    11. Às minhas! meninas desejo um bom serão.

      Eliminar
    12. Está a ver o mesmo que eu, Mirone?

      Aquilo das músicas e das florzinhas não resulta.

      Eliminar
    13. Agradeço e retribuo (e peço desculpa, o post está realmente bonito, não merecia este regabofe na caixa de comentários).

      Eliminar
    14. Se bem percebo, um ministro vitalício será descendente da linhagem só-ares. Coitado...

      Eliminar
    15. Senhor Ministro, as flores e as musicas resultam, mas não fazem milagres. Imagine o que é estar num restaurante requintado e ter como vizinhos de mesa dois selvagens a mastigar de boca aberta e a falar alto... É mais ou menos o que se passou aqui.

      Eliminar
    16. Olhe Mirone, estou a ver que não respeita o poder, ao insinuar que um Ministro come de boca aberta. E isso como bem sabemos é mentira. Quem comia de boca aberta era o Presidente da República.

      (e vamos falar baixinho, se faz favor, que já estragámos o clima ao Outro Ente. Não se faz)

      Eliminar
    17. Que foi ministro e primeiro deles.
      Excelência, já viu os modos grosseiros em que se exprime? Gajas?! Antes comer de boca aberta.

      (Querias, batatinhas com enguias! Estragámos nada.)

      Consideracoes

      Eliminar
    18. Mirone, tem de perceber que um homem do mundo se exprime à vontade, no fundo o meu estatuto permite-me estas veleidades.

      (mas é melhor pararmos por aqui, tenho uns papéis para despachar e o Outro Ente continua aqui a comentar o blog enquanto a sua, sua dele, evidentemente, está ali a tamborilar os dedos sobre a velha mesa de carvalho, à espera)

      Eliminar
    19. (Pensei que o estivessem (ao senhor ministro) a chamar para tomar os comprimidos da noite)

      Eliminar
    20. Mirone, eu queria muito estar aqui consigo à conversa, que eu gosto de me relacionar com os cidadãos, ter uma percepção do mundo real, sair um pouco da minha gaiola dourada, mas tenho um país para governar. Não leve a mal.

      Eliminar
    21. Gaiola dourada, sei muito bem, aquele filme sobre a emigrante, porteira em Paris, que ganhou a lotaria...

      Eliminar
    22. Uma herança, foi o que foi, receberam uma herança, assim é que foi.

      Eliminar
  3. Que seja desafiadora, a noite.

    Bom fim-de-semana, caro Ente.
    Beijinhos :)

    ResponderEliminar
  4. Ohhh que maravilha de .... mais logo!!!!

    Bom fim de semana,
    Doce Outro Ente,
    Florzinha

    ResponderEliminar
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  6. Então como está a correr isso? Já houve amassos ou ainda estão nas músicas e nas florzinhas?

    (por isso é que este país não anda para a frente. Não há produtividade)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bela alcoviteira me saiu este ministro.

      Eliminar
    2. :)))))
      (Senhor ministro, isto sou só eu a extrapolar a minha condição de mirone e a meter o bedelho, mas olhe que estou tentada a deixar-lhe o contacto de um ortopedista meu conhecido)

      Eliminar
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  9. Respostas
    1. Querida Ava Pain,
      Senhor Ministro é um convidado VIP. Sempre bem-vindo.
      Boa noite,
      Outro Ente.

      Eliminar
  10. Sentirei dentro do peito os teus passos decididos muito antes de chegares. Ouvirei a tua voz doce muito depois de partires.
    Sublime.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Senhora D.,
      O Senhor Ministro esteve aqui mas já saiu. Se se despachar ainda o apanha com a cartola na cabeça. Corra a sublimá-lo.
      Adeus,
      Outro Ente.

      Eliminar
    2. Não se trata uma mulher assim. Muito menos a secretária de um ministro.

      Eliminar