terça-feira, 22 de março de 2016

Aquele dia

Em que acordas a sentir-te doente, com a cabeça pesada e o corpo moído. Em que te reconheces atacado pelas malvadas ites. Em que te obrigas a levantar e, a muito custo, consultas o armário dos medicamentos, procuras os de adulto que estão lá em cima e quase não consegues esticar o braço, desesperado olhas para a medicação sos e, indeciso entre o zyrtec ou o xyzal, tomas os dois. Em que chegas aos escritórios e precisas de fazer um esforço sobre-humano para não entaramelar a língua. Em que constatas, mais uma vez, que és o super homem. Em que zzzz...

9 comentários:

  1. Tomar os dois não me parece uma boa ideia. As melhoras e bons sonhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Agora, parece-me tarde demais...
      Bom dia,
      Outro Ente.

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Eu também tomei menos do que 3. Ainda assim, foi demais.

      Eliminar
  3. Eu quando acordo assim, é Dps de uma noite de copos, em geral tomo um cocktail de cafés e passa :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida Nina,
      Já vou no quarto... continuo a sentir que estava melhor no quarto.
      Um beijo,
      Outro Ente.

      Eliminar
  4. Se me é permitido o conselho, e tendo em conta os últimos desacontecimentos, hoje não será um bom dia para bezerrar. Mantenha-se alerta, Outro Ente!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há muitos anos, acabado de sair da faculdade, um saudoso mestre avisou-me "olho vivo e pé ligeiro". Ficou-me lema para a vida. Claro que, entretanto, aprendi também que há coisas sem importância. Nada tema minha Senhora, sobreviveremos.
      ("bezerrar"? A sério?)
      Um beijo,
      Outro Ente.

      Eliminar