quarta-feira, 27 de maio de 2015

Anónimos

Tessituras poéticas de assinaturas incógnitas. Ecos de vozes singulares.


(Shirin Neshat)

14 comentários:

  1. ...How to find my soul a home
    Where water is not thirsty
    And bread loaf is not stone
    I came up with one thing
    And I don’t believe I’m wrong...

    M.A.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida M D Roque,
      Muito obrigado. Não conhecia este poema. Aliás, sou um ignorante da poesia de Maya Angelou. (Mas sei usar o Google.)
      Um beijo,
      Outro Ente.

      Eliminar
  2. Gostei da fotografia, do poema trazido pela M D Roque e do seu comentário :)
    Em suma, um 3 em 1.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Minha querida G.,
      E as saudades que tenho de a ler...
      Um beijo,
      Outro Ente.

      Eliminar
    2. (Pois olhe que eu prefiro lê-lo a si :)

      Um beijinho

      Eliminar
    3. Pum! Matou-me esvaziando-me de palavras.
      Obrigado. (Dizem que os gostos não se discutem, educam-se... veja lá isso... just saying...)

      Eliminar
  3. Fotografia de constituição - tessitura, como diz e bem - magnifica.

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro JM,
      Felizmente há artistas.
      Obrigado,
      Outro Ente.

      Eliminar
  4. De que lado estamos nós, que assumimos uma identidade que não nos pertence, e assinamos um cognome?
    (Excelente post, as usual)
    Beijo,
    LP

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cara Linda,
      Eu sou o Outro Ente. Criação sem plágio nem esquizofrenia de rei. Estou sempre do meu lado. Gosto de estar bem acompanhado e sozinho.
      Boa noite,
      Outro Ente.

      Eliminar
  5. Não consigo desviar o olhar da mulher que olha.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida Luísa,
      A fotografia é excecional.
      Boa noite,
      Outro Ente.

      Eliminar
  6. Uma pessoa ausenta-se e já não sabe se deve voltar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida Mirone,
      Asseguro-lhe que deve o que lhe der na real gana. Por mim, espero que saiba o quão bem vinda é. (Bem sei que tem andado ocupada com o sentido da vida... tramado, hein?!)
      Boa noite,
      Outro Ente.

      Eliminar